Menu

Estudos e artigos

O REINO DE DEUS CHEGOU

Conhecemos algo sobre os reinos desta terra. Como eles se organizam, como são governados, como mantêm sua estabilidade, ou pelo menos tentam mantê-la, como criam leis e normas e regulamentações com o objetivo de assegurar a ordem… Tudo isso é fruto de muita política e negociações contínuas. Os grandes dominam os pequenos. Os poderosos oprimem os mais fracos. Assim funcionam os reinos deste mundo.

Os reinos da terra, pelo menos a maioria deles, seguem seus caminhos como se o céu não existisse, ou, se de fato existir, não exerce influência sobre os governos terrenos. Isto é desde a antiguidade. Por exemplo, o rei Nabucodonosor passou por um revés nunca antes visto até reconhecer que o céu governa a terra (Dn 4.32).

Quando Jesus, o Cristo de Deus, o Messias prometido no Antigo Testamento, chegou e iniciou seu ministério, foi duramente confrontado, questionado e atacado. Em uma ocasião ele expulsou um demônio de um moço e foi prontamente acusado por alguns dos seus oponentes que diziam que ele expulsava demônio por Belzebu, o maioral dos demônios. Esta história foi registrada por Mateus (12.22-32). A este ataque Jesus respondeu: “Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá. E, se Satanás expulsa a Satanás, está dividido contra si mesmo; como subsistirá, pois, o seu reino?” (Mt 12.25-26). A ênfase de Jesus não recaiu aqui sobre o reino do inferno. Não! Sua resposta àqueles que enalteciam o inferno como se ele fosse detentor de um poder maior, foi a seguinte: “se é pelo Espírito de Deus que eu expulso demônios, então chegou a vocês o Reino de Deus” (Mt 12.28). É o Reino de Deus que tem como característica a reversão do mal em bem.

Onde Jesus chega, o Reino de Deus chega. Onde o Reino de Deus chega, o reino de Satanás é derrotado. Onde o reino de Satanás é derrotado, pessoas são libertadas do seu domínio. A chegada do Reino de Deus anuncia a chegada do verdadeiro poder!

Não podemos imaginar o Reino de Deus sem a presença do Cristo de Deus. Não podemos conceber a ideia de que o Reino de Deus possa conviver com divisões, com egos humanos inflamados suplantando o glorioso plano do Rei dos reis de formar uma família, cuja marca principal é o amor. O Reino de Deus chegou porque Cristo chegou!

O Reino de Deus chegou! Chegou com ele o poder libertador, a paz, a liberdade, a verdadeira e autêntica celebração, aquela que faz de Deus o centro da adoração.

Que o Reino de Deus ocupe cada vez mais espaço em nossa cidade e em nosso país!

Pr. Gidiel Câmara ∙ Pastor Auxiliar