Menu

Blog

ANTES DE COMEÇAR A NAMORAR

12
jun
  • Blog
  • Nenhum comentário

Querer namorar é natural na vida dos solteiros. Durante os séculos recentes, a prática do namoro para conhecer e escolher um parceiro para o casamento se tornou comum na nossa sociedade. Podemos nos admirar ao notar que a Bíblia fala muito pouco a respeito do namoro, mas precisamos lembrar que o namoro não era a maneira comum de caminhar para o casamento na época bíblica. Os pais frequentemente arranjavam os casamentos dos filhos, como ainda é o costume em muitas culturas. O amor romântico e as emoções da paixão não eram destacados como são hoje.

Algumas pessoas citam a falta de orientação específica nas Escrituras para justificar a aceitação dos padrões do mundo em relação ao namoro. Até jovens que se dizem cristãos, às vezes, começam a namorar sem pensar nos princípios bíblicos que devem governar o seu comportamento. Despreparados, facilmente caem nas ciladas que o Diabo armou. Alguns cometem imoralidade, enquanto outros namoram de olhos fechados e escolhem mal os seus parceiros. Em ambos os casos, as consequências podem ser desastrosas.

Embora a Bíblia não apresente uma lista de regras para o namoro, encontramos em suas páginas muitos princípios que podemos e devemos seguir para ter namoros puros que caminhem para casamentos bons e felizes.

Um cristão que namora para conhecer alguém com casamento em mente deve fazer várias perguntas:

Primeiro, essa pessoa é cristã (Jo 3.3–8)? A Bíblia nos diz para não entrar em parcerias com aqueles que não são irmãos (2 Co 6.14-15). Um cônjuge ao longo da vida é o parceiro final.

Além disso, essa pessoa deseja crescer em seu relacionamento com Jesus, tornando-se mais semelhante a Ele (Fp 2.1–11; Rm 12.1–2; João 15.1-17)? Essa pessoa coloca seu relacionamento com Deus como uma prioridade sobre todos os outros, até mesmo você (Mt 10.37)? Ela está removendo ídolos de sua vida (Gl 5.20; Cl 3.5)?

A pessoa que você quer namorar tem o compromisso de se abster de sexo até o casamento (1 Co 6.9, 18; 2 Tm 2.22)? Embora muitos na sociedade se envolvam no chamado sexo casual, não há lugar para ele no namoro bíblico. Os cristãos são chamados à pureza sexual em ações e pensamentos. Em um casamento comprometido entre marido e mulher, o sexo é um presente bonito e significativo. Guarde este presente para o casamento.

Essa pessoa ajuda ou atrapalha sua caminhada com Cristo? Você está se certificando de não idolatrar essa pessoa ou seu relacionamento, ou mesmo o objetivo do casamento? Você é capaz de permanecer sexualmente puro com essa pessoa? Você se sente confortável para ser você mesmo com essa pessoa? Você está sendo honesto no relacionamento? Você está se sentindo desafiado a crescer nesse relacionamento?

Namoro é uma época em que as pessoas se conhecem em um nível mais profundo. Descobrimos coisas sobre a personalidade uns dos outros, gostos e desgostos, esperanças e sonhos, passando tempo juntos. Um bom parceiro de casamento exibirá traços de caráter de Deus, como generosidade, perdão, graça, misericórdia, amor, abnegação, paciência e retidão. Eles também nos ajudarão a exibir essas características.

Considere seus motivos para namorar e compare-os com o que Deus deseja para relacionamentos e casamento. Busque Sua sabedoria (Tg 1.5) e prossiga com pureza e alegria. Se um relacionamento de namoro se transforma em casamento ou não, é uma oportunidade de conhecer outra pessoa, crescer em seu relacionamento com Cristo e exibir o amor de Deus.

SUGESTÕES PRÁTICAS

Quer um namoro que seja bom para você e para seu/sua namorado(a)? Quer estabelecer a base para um bom casamento que durará a vida toda? Quer, acima de tudo, agradar a Deus no seu namoro e na sua vida? Procure aplicar na prática os seguintes princípios:

  • Limitem e controlem o contato físico, evitando criar ou alimentar desejos sensuais;
  • Respeitem um ao outro como irmãos, criados pelo mesmo Pai celeste;
  • Não se isolem durante o namoro, sejam abertos para servir a outros;
  • Deem prioridade para as coisas espirituais. Participem juntos de estudos e períodos de louvor. Estudem a Bíblia juntos. Envolvam-se nas atividades da igreja;
  • Procurem oportunidades para servir nos vários ministérios internos e atividades externas;
  • Cultivem uma relação espiritual e saudável que incentive o crescimento dos dois;
  • Orem juntos, pedindo que Deus abençoe seu namoro, e mais ainda seu futuro casamento;
  • Cuidem de suas emoções. Se necessário, busquem um conselheiro ou um psicanalista e resolvam suas neuroses, pois, mais cedo ou mais tarde, a essência de ambos se revelará.

Pr. Roberto Santos · Pastor Auxiliar