Menu

Pr. Jeremias

IGREJA MISSIONÁRIA

(MT 28.19)

Uma igreja missionária é formada por crentes missionários:

Foto: David Nascimento

Crentes missionários têm consciência e compromisso com a missão. Evangelizam, discipulam, acompanham novos convertidos, participam, lideram e abrem grupos de comunhão. Têm interesse pela evangelização, sabem que ela é tanto “aqui” quanto “lá”. São conscientes de que a missão da igreja inclui os que vão e os que enviam. Os que enviam acompanham, auxiliam, sustentam financeiramente. Quando mudam de cidade, trazem para sua nova igreja um sopro da paixão evangelística e mover missionário.

Crentes missionários obedecem ao Espírito Santo. O Espírito é quem chama, inspira, sustenta e dinamiza os ministérios da igreja. A força da igreja não é a aparência jovem, bela, atlética, intelectual, das roupas da moda, dos carros, dos perfumes usados por seus membros. Isso encanta a carne, mas não destrói fortalezas do diabo. Essas são destruídas por pessoas que vivem em santidade, humildade, simplicidade e que têm temor a Deus.

Crentes missionários são crentes que oram. A oração é parte da natureza da igreja missionária. Crentes missionários não só participam das reuniões de oração da igreja, mas são encontradas por Deus em oração no quarto, no escritório, na madrugada, ao meio dia, à tarde ou à noite. É vida de oração que se observa, refletida no linguajar, na vestimenta e no espírito bom para relacionar com outros. Orações que minam as fortalezas do inferno e preparam o avanço da Palavra.

Crentes missionários se santificam. Santificação significa renunciar a tudo que se opõe à vontade de Cristo: comodismo, pecados da língua, prazeres da carne, orgulho. Quem não renuncia a uma vida contrária a Deus não constrói uma igreja missionária, nem se integra nela. Santificação é também fortalecer e desenvolver a vida que Cristo plantou em nós. Dia a dia o crente prossegue vencendo as paixões, agradando a Deus e tornando-se semelhante ao Senhor Jesus. Sem santificação a igreja jamais será missionária.

Crentes missionários têm o mundo como campo de ação. A igreja missionária jamais fica presa entre as quatro paredes. Crentes missionários entram no templo para adorar e saem para servir. Formam a igreja que não discrimina raças, condições sociais, políticas ou culturais. Igreja que lança as redes em alto mar, disposta a tudo para que Cristo seja conhecido. Sozinha, nenhuma igreja evangelizará o mundo, mas “juntos somos mais”, unidos com outras igrejas, denominações e agências missionárias.

Crentes missionários investem seu dinheiro em missões. Entregar o dízimo para o sustento do ministério da igreja onde congrega e é alimentado na fé é um ato de adoração e uma das marcas do discipulado cristão. Crentes missionários também vão além: investem generosamente para que vidas sejam salvas. Investem em Bíblias, folhetos, projetos de evangelização, sociais, missionários em outros campos, ajudam a construir templos, a plantar novas igrejas. Reconhecem que o seu tesouro não são os seus bens, mas aquilo que nem a traça nem a ferrugem destroem, nem os ladrões conseguem roubar.

Pr. Jeremias Pereira ∙ Pastor Titular